09 agosto, 2009

Brasileiros se preocupam em poupar para futuro dos filhos

Fonte primária: Bom Dia Brasil - no portalms em: 2009/8/7 Fonte: http://www.portalms.com.br/noticias/Brasileiros-se-preocupam-em-poupar-para-futuro-dos-filhos/Brasil/Geral/959557046.html Na América Latina, brasileiros são campeões em poupança pra filhos. Chilenos e mexicanos vêm logo atrás, com 18%. A poupança está em alta. Teve o maior resultado para um mês de julho desde 1995: R$ 6,6 bilhões a mais foram depositados nas cadernetas pelos brasileiros.Um investimento que é uma preferência nacional: a poupança. E quem está aproveitando esse bom momento da poupança são os pais. Um estudo mostrou que, na América Latina, são os brasileiros que mais se preocupam com o futuro dos filhos. Muito mais do que mexicanos, chilenos, argentinos. No Brasil é muito comum a prática dos pais de guardar um dinheiro para o estudo dos filhos. Uma prática muito recomendável que está abastecendo a poupança e os fundos de previdência. Já são dez anos tentando terminar a casa. Faltam pintura e parte do acabamento. Mas com R$ 900 por mês e quatro filhos para criar, não dá para fazer milagre. A cozinheira Elizete Gonçalves da Silva tem que escolher o que vem primeiro. "Na minha casa, a prioridade é a educação dos meus filhos, em primeiro lugar. É a única coisa que eu penso é nos meus filhos", diz a cozinheira. Diego e o lápis de cor, Lucas e o caderno - companheiros que não se desgrudam. Os dois são excelentes alunos. Para a mãe, Iandra, isso é motivo de orgulho e garantia de futuro. O investimento prioritário da casa é na educação dos filhos. "Infelizmente tem que deixar às vezes de proporcionar o lazer, de fazer um passeio com eles por conta do pagamento da escola", afirma a administradora Iandra Tirabasso Ferreira Dias. Um estudo feito em 50 países por um instituto internacional apontou: os brasileiros são os mais preocupados com o futuro dos filhos na América Latina. O índice de pais que têm essa prioridade é de 19%. Chilenos e mexicanos vêm logo atrás, com 18% e argentinos, com 13%. Nessa preocupação dos pais, muitas instituições financeiras enxergaram uma excelente oportunidade de negócios. Tanto que lançaram produtos específicos para esse público. E tem dado certo. Nos últimos anos, os planos de previdência para menores foram os que mais cresceram. De acordo com o último levantamento, esse tipo de plano captou 23,87% mais recursos que no mesmo período do ano passado. Para se ter uma ideia, os planos empresariais tiveram retração de 2,62%. "Hoje no mercado, você contrata uma previdência a partir de R$ 25". Então uma família que recebe R$500 por mês, R$25 é 5% da renda dela. É possível guardar 5% da renda dela pensando no futuro do filho", afirma a consultora financeira Eunises Thomaz. Paulo fez um plano para cada um dos três filhos. A ideia era ter um dinheiro guardado para bancar os estudos. Mas Paola não quis esperar. Usou os recursos para fazer intercâmbio de um ano nos Estados Unidos. "Foi muito difícil, mas eu tenho certeza que eu aprendi muito. Hoje meu inglês é fluente e eu tenho certeza que essa experiência vai abrir muitas portas para mim, porque eu me tornei independente", afirma a estudante Paola Sasso. "Para mim foi bacana porque eu não tive que me apertar e pude fazer investimento na educação dela sem muito esforço, sem me prejudicar nas outras despesas", conta o pai da estudante. Segundo os especialistas em investimento, os pais devem se preocupar principalmente com a solidez da instituição financeira em que vão guardar o dinheiro para os filhos. É que esse é um investimento de longo prazo, de muitos anos, e quanto esse dinheiro vai render não é tão importante quanto a certeza de que esse dinheiro vai estar no banco daqui a 15, 20 anos. Essa é uma certeza relativamente nova. Há 15 anos existe instituições sólidas que permite que não haja inflação.

0 comentários:

Assuntos Pesquisados

Previdência Complementar (60) Educação (36) Consumidor (27) Longevidade (27) Previdência Social (27) noticias_previdenciasocial (27) Orientação para Consumidores de Produtos Previdenciários ou Serviços de Saúde (23) EAPC (17) Educação Financeira (17) noticias_efpc (16) Mercado Segurador (15) Opinião (14) Projeto de Pesquisa (12) Investimentos (11) Tecnologia (11) noticias_saude (11) Metodologia Científica e Técnicas de Pesquisa (10) Projeto de Monografia em Atuária (10) Sistemas de Saúde (10) dicas (9) noticias_atuario (9) Mercado de Trabalho (8) Remuneração do Atuário (8) Arquitetura de Planos de Benefícios Previdenciários (7) Orientação de Monografias (7) Previdência Social de Outros Países (7) noticias_economia (7) Previdência Complementar do Servidor Público (6) Saúde (6) Força da Natureza (5) Artigos relacionados à Atuária (4) FundamentosAtuaria_TextosAdic (4) Funpresp (4) Notícias sobre Investimentos (4) Premissas Atuariais (4) Metodologia Cientifica (3) O Atuário (3) Orientação para Consumidores de Produtos Previdenciários (3) Pesquisa (3) fator previdenciário (3) linguagem (3) matematica atuarial (3) Atuário (2) Cursos de Ciências Atuariais - notícias (2) Equilíbrio Emocional na Aposentadoria (2) Modelos de Sobrevivencia e Tecnicas de Graduacao (2) Previdencia Social e Complementar (2) Previdência Complementar Fechada (2) Softwares (2) Tipos de Conhecimento (2) noticias_assistenciasocial (2) ALM (1) Acordos Previdenciários (1) Bom humor (1) Gestão de Riscos (1) IBA (1) Legislaçao Previdenciária (1) Migração de Planos de Benefícios (1) Orientação para Consumidores de Serviços de Saúde (1) Premiações para Alunos de Atuária (1) Previdência Complementar Aberta (1) Previdência Social e Complementar - Apoio (1) Regulação da Profissão de Atuário (1) Resseguros (1) Saúde Pública (1) Visão crítica da Previdência (1) auxílio-doença (1)