01 junho, 2009

Profissional atuário: potencial a ser explorado


Fonte: Diário do Nordeste - Empregos - Trabalho (1/3/2009) - Disponível em: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=618528. Acesso em 01/06/2009.
Foto: Miguel Portela
Ciências atuariais: curso pouco divulgado oferece boas oportunidades no mercado  


Conhecer bem o curso que se quer fazer, antes de ingressar na universidade, ajuda a maximizar as chances de sucesso. Esta semana o Empregos explora as Ciências Atuariais 
 
Fazer um curso de graduação, atualmente, assemelha-se a ter o antigo Segundo Grau - hoje, Ensino Médio. É quase indispensável para quem deseja ter um salário maior ou pretende seguir a carreira dos sonhos. Para isso, é fundamental ao candidato conhecer as próprias aptidões, preparar-se para o Vestibular e, claro, escolher o curso ideal.

Acontece que esta escolha nem sempre é tão simples e muitos cursos não são apresentados aos futuros profissionais em sua total abrangência. Sendo assim, algumas carreiras são descobertas apenas quando o aluno já está fazendo a graduação, recebendo pouca atenção, antes do ingresso. É o caso das Ciências Atuariais. Apesar de pouco divulgada, esta área apresenta-se promissora para quem possui afinidade com cálculos e estatísticas. ´O atuário trabalha com a estimativa de eventos futuros, incertos. Ele é responsável por calcular qualquer tipo de seguro que você imaginar, plano de previdência, entre outros. É uma função muito específica´, explica a coordenadora do curso da Universidade Federal do Ceará (UFC), Iana Bezerra.

O que nem todo mundo sabe é que o atuário, apesar de possuir uma orientação específica no curso, sai da faculdade com uma base sólida não só em economia. Fernanda Aragão Barbosa, 30 anos, atua na Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Nordeste (Capef) e sabe bem o que é isso. Ela afirma que não se arrepende de ter escolhido as Ciências Atuariais e que, se precisasse, faria de novo. ´A vantagem é que você tem noção grande de tudo. O curso me deu muita base. Quem se forma pode não trabalhar em atuária [diretamente], mas consegue oportunidade em outros lugares´, explica ela. O atuário e professor de matemática Thiago Pacífico, 27 anos, também pensa dessa forma. ´É um curso muito completo, mas antes de decidir é bom ler muito a respeito, pesquisar´.

Hoje, no Ceará, os profissionais são unânimes ao afirmar que as boas oportunidades para o atuário estão junto aos planos de saúde. ´Lá, sim, não falta vaga. É isso que está segurando muita gente aqui´, comenta a professora da UFC, Ana Pordeus. Ela explica que embora as grandes empresas de seguro e suas matrizes estejam no Sul e Sudeste do País, os profissionais de Ciências Atuariais daqui estão ´desenvolvendo trabalhos que estão agradando às empresas como nas áreas de finanças, análise de investimento e até mesmo na informática´. Segundo profissionais do ramo, a remuneração média para um atuário recém formado é de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil. ´Mas quem trabalha com caixa de previdência ou seguradoras chega a ganhar de R$ 4 mil a R$ 5 mil, dependendo da empresa´, lembra a professora Ana.

Ficar ou tentar algo fora
Apesar do reconhecimento, Thiago Pacífico alerta que existe um problema sério no mercado. ´Muitos acreditam que o contador ou o administrador fazem o papel do atuário, que ele pode ser substituído´. Acontece que atividades como ´calcular o seguro de um carro, um plano de saúde ou qualquer jogo de loteria passa pelas mãos de um atuário´, garante a professora Ana Pordeus.

Quem decide tentar a carreira de atuário fora do Estado tem Brasília e Rio de Janeiro como referência, explica Fernanda Aragão. Para quem quer obter êxito, ela ainda arrisca um palpite aos interessados. ´Fundos de pensão. [Hoje] é muito difícil um quebrar´, ressalta a atuária.  

SOBRE O CURSO -  Conheça um pouco mais sobre as Ciências Atuariais da UFC 

O curso da Federal foi criado em 1992 e reconhecido pelo MEC em 2001. O profissional exerce atividades de gerenciamento, avaliação e cálculo de riscos Empresas de seguros, previdência e planos de capitalização absorvem essa mão-de-obra. Na UFC, o curso é estruturado em Matemática e Estatística com ênfase em negócios. 25 vagas são oferecidas, anualmente, no turno da noite. O curso é de 4 anos e meio.

0 comentários:

Assuntos Pesquisados

Previdência Complementar (60) Educação (36) Consumidor (27) Longevidade (27) Previdência Social (27) noticias_previdenciasocial (27) Orientação para Consumidores de Produtos Previdenciários ou Serviços de Saúde (23) EAPC (17) Educação Financeira (17) noticias_efpc (16) Mercado Segurador (15) Opinião (14) Projeto de Pesquisa (12) Investimentos (11) Tecnologia (11) noticias_saude (11) Metodologia Científica e Técnicas de Pesquisa (10) Projeto de Monografia em Atuária (10) Sistemas de Saúde (10) dicas (9) noticias_atuario (9) Mercado de Trabalho (8) Remuneração do Atuário (8) Arquitetura de Planos de Benefícios Previdenciários (7) Orientação de Monografias (7) Previdência Social de Outros Países (7) noticias_economia (7) Previdência Complementar do Servidor Público (6) Saúde (6) Força da Natureza (5) Artigos relacionados à Atuária (4) FundamentosAtuaria_TextosAdic (4) Funpresp (4) Notícias sobre Investimentos (4) Premissas Atuariais (4) Metodologia Cientifica (3) O Atuário (3) Orientação para Consumidores de Produtos Previdenciários (3) Pesquisa (3) fator previdenciário (3) linguagem (3) matematica atuarial (3) Atuário (2) Cursos de Ciências Atuariais - notícias (2) Equilíbrio Emocional na Aposentadoria (2) Modelos de Sobrevivencia e Tecnicas de Graduacao (2) Previdencia Social e Complementar (2) Previdência Complementar Fechada (2) Softwares (2) Tipos de Conhecimento (2) noticias_assistenciasocial (2) ALM (1) Acordos Previdenciários (1) Bom humor (1) Gestão de Riscos (1) IBA (1) Legislaçao Previdenciária (1) Migração de Planos de Benefícios (1) Orientação para Consumidores de Serviços de Saúde (1) Premiações para Alunos de Atuária (1) Previdência Complementar Aberta (1) Previdência Social e Complementar - Apoio (1) Regulação da Profissão de Atuário (1) Resseguros (1) Saúde Pública (1) Visão crítica da Previdência (1) auxílio-doença (1)